terça-feira, 15 de julho de 2008

MORTE

Se desprezas o medo
És forte
Se tens o que precisas
Tens sorte
Se amas a vida
Que dizes?
Se hoje tu vires a morte

Não queres fugir?
Não és covarde?
Nem mesmo insistes?
Já é tarde
E tua força?
E tua sorte?
Ficará para trás
Morte é morte.

Josias Faustino

Nenhum comentário: