terça-feira, 15 de julho de 2008

DELÍRIOS DO AMOR

Quando eu te vejo
Fico sonhando
Aumenta o desejo
Sinto que estou te amando
Quando você passa
Meu coração descompassa
Você me olhou!
E assim, num instante nos amamos
Sem ao menos perceber
Você sorriu!
Teus olhos brilharam
Nossos corações se amaram
Mesmo longe de você
Foi só um delírio
Uma simples imaginação
Não pude te tocar
Nem sentir teu corpo
Apenas a emoção
Me fez sonhar como um louco
Você passou!
Tudo acabou
Você não volta
Meus sonhos desabaram
Tudo é revolta
A solidão chega
A tristeza aperta
Tua ausência é amarga
Somente a lembrança
Meu pranto afaga.

Josias Faustino

Nenhum comentário: